“O carro, se você usar de forma errada, é como se fosse uma arma e sempre os inocentes que morrem”. Declarações como essa fazem parte da nova campanha educativa do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), que traz histórias reais contadas por pais de jovens que perderam a vida no trânsito neste ano, no Espírito Santo. A campanha, em alusão ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito – lembrado no terceiro domingo de novembro -, já está no ar nas emissoras de televisão, de rádio e na Internet.

Os depoimentos fazem um chamado à sociedade para os riscos da mistura de bebida e direção, do excesso de velocidade – uma das infrações mais cometidas pelos capixabas –, de manobras indevidas, das variadas situações de imprudência no trânsito e também sobre a importância de a pessoa estar devidamente habilitada para conduzir um veículo.

publicidade

O spot de rádio remete às 681 mortes nas vias capixabas entre janeiro e outubro deste ano, de acordo com os dados do Observatório de Segurança Pública do Espírito Santo.

O Detran|ES optou, nesta produção, por uma linha de comunicação baseada em testemunhos de acidentes de trânsito ocorridos em 2019 no Estado com quatro vítimas fatais, que tiraram a vida de condutor, pedestre e caronas de motocicleta e carro. A campanha tem o objetivo de impactar os capixabas a partir da descrição de características das vítimas, de seus sonhos, da relação com os entes e do drama vivido pelos familiares, na ótica dos pais. O objetivo é mobilizar a todos para evitar com que suas histórias se repitam.

Dê o play na nova campanha do Detran|ES, reflita e compartilhe também para um necessário basta de mortes no trânsito.

Fonte: Secom