conteúdo publicitário

Segundo Danielle Grillo, a Campanha acontece em um cenário distinto, com a concomitância das demais ações de vacinação vigentes no país

A partir desta sexta-feira (1ª) até 29 de outubro, crianças e adolescentes de zero a menores de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias) poderão atualizar a caderneta de vacina durante a Campanha Nacional de Multivacinação. É uma oportunidade para que pais e responsáveis levem seus filhos ao serviço de saúde para ficarem protegidos contra doenças imunopreveníveis, contribuindo para a melhoria das coberturas vacinais.

conteúdo publicitário

A estimativa, segundo dados do Programa Estadual de Imunizações, da Secretaria da Saúde (Sesa), é que cerca de 264 mil doses não foram aplicadas em crianças e adolescentes no Espírito Santo de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação. O objetivo é alcançar 100% dessa população, como informa a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo.

“Com a flexibilização das medidas sociais e a cobertura vacinal progredindo na vacinação contra a Covid-19, a nossa expectativa é que as famílias tenham uma adesão positiva à Campanha de Multivacinação e não deixem de comparecer ao serviço de saúde para levar suas crianças e adolescentes, para que com isso possamos aumentar as coberturas vacinais. É também, uma oportunidade de lembrar aos pais e responsáveis sobre a importância de proteger as crianças e adolescentes contra as doenças imunopreveníveis e suas possíveis complicações”, destacou a coordenadora.

Ainda segundo Danielle Grillo, a Campanha acontece em um cenário distinto, com a concomitância das demais ações de vacinação vigentes no país. “Temos a vacinação contra a Covid-19 e agora a Multivacinação. Então, é um momento propício para que toda a família, além das crianças e adolescentes, possa se vacinar”, disse.

Para a Multivacinação, serão ofertadas 18 vacinas do Calendário Nacional. A aplicação ocorrerá nas 493 salas de vacinação em todos os 78 municípios do Estado, tendo no dia 16, o dia “D” de divulgação e mobilização nacional.

 

Coberturas vacinais

Nos últimos anos, segundo dados do Programa Estadual de Imunizações, o Espírito Santo tem apresentado redução das coberturas vacinais dos imunizantes em que há meta preconizada do Ministério da Saúde com índice de 90% a 95% da população-alvo. Com a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), esse cenário se agravou.

“O ano de 2020 foi muito difícil para todos nós devido à pandemia, o que refletiu também na baixa procura e adesão das famílias às vacinas de rotina, mas essa redução da cobertura vacinal já é observada há alguns anos. Precisamos ressaltar a toda população os benefícios que as vacinas trazem à vida da criança e do adolescente, e da nossa também, como a proteção a doenças que, hoje, há como se prevenir através da vacinação”, salientou Danielle Grillo.

Abaixo, tabela das coberturas vacinais nos últimos quatro anos. Os dados de 2021 são parciais.

VACINAS 2018 2019 2020 2021
BCG 99,98% 90,10% 78,40% 76,45%
ROTAVÍRUS HUMANO 93,64% 88,70% 81,71% 74,71%
MENINGOCOCO C 89,55% 90,46% 84,34% 76,03%
PENTA 89,83% 66,36%¹ 87,30% 75,07%
PNEUMOCÓCICA 96,32% 91,76% 86,21% 78,28%
POLIOMIELITE 90,95% 86,68% 81,59% 74,59%
FEBRE AMARELA 73,87% 70,89% 64,67% 67,76%
HEPATITE A 88,57% 91,96% 83,02% 73,23%
TRÍPLICE VIRAL D1 95,47% 95,01% 85,93% 78,51%

Fonte: Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. ¹Desabastecimento nacional da vacina pentavalente.

 

Vacinas disponíveis para Campanha de Multivacinação

Serão ofertadas às crianças de até sete anos de idade (06 anos 11 meses e 29 dias) as vacinas: BCG, Hepatite B, Penta, Polio inativada, Polio oral, Rotavírus, Pneumocócica 10-valente, Meningocócica C, Febre amarela, Tríplice viral (SCR – sarampo, caxumba e rubéola), DTP, Hepatite A e Varicela.

Já para as crianças a partir dos sete anos de idade até menores de 15 anos, serão ofertadas as seguintes vacinas: Hepatite B, Febre amarela, Tríplice viral, Difteria e tétano adulto, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e dTpa.

Em relação à Meningocócica C, o Estado está oportunizando, até dezembro deste ano, a vacinação de crianças de até 10 anos que ainda não receberam a dose.

Covid-19 e Influenza

No Espírito Santo, a vacinação contra a Covid-19 já está na fase da imunização dos adolescentes de 12 a 17 anos e, com a nova determinação do Ministério da Saúde, da última terça-feira (28), com a suspensão do intervalo de 14 dias entre a vacina Covid-19 e demais vacinas do calendário de vacinação, a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, ressalta a oportunidade de ofertar várias vacinas na mesma visita ao serviço de saúde.

“Com a ida ao serviço de saúde, a família pode oportunizar além da vacina Covid-19, as demais que possam estar em falta na caderneta do adolescente. Não podemos deixar de vaciná-los!”, frisou.

Além da Covid-19, o Estado também tem realizado a vacinação contra a Influenza. “E justamente as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade fazem parte de um dos grupos prioritários que precisamos alcançar a meta de cobertura contra a gripe, mas lembrando que para Influenza, havendo doses disponíveis, neste ano, todas as crianças a partir dos seis meses ainda não vacinadas podem receber a dose”, informou.