Visando bons resultados no exame, as escolas da Rede Estadual estão reforçando os conteúdos para essa avaliação

Na próxima quarta (16) e quinta-feira (17) serão aplicadas as provas do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (Paebes). A ação avalia os estudantes do Ensino Fundamental (1º, 2º, 3º, 5º e 9º anos) e a 3ª série do Ensino Médio das escolas da Rede Estadual, redes municipais associadas e escolas particulares participantes em relação ao nível de apropriação dos alunos em Língua Portuguesa e Matemática. 

A gerente de Informação e Avaliação Educacional da Sedu, Denise Pereira, afirma que as avaliações externas, como o Paebes, são ferramentas de gestão importantes para monitorar as ações implementadas nas escolas da Rede. “Os dados refletem a realidade da Rede. Por isso, orientamos que as escolas incentivem o aluno a realizar a prova”, afirmou.

- CONTEÚDO PUBLICITÁRIO -

Os resultados serão alocados em padrões de desempenho, que são categorias definidas a partir de cortes numéricos que agrupam os níveis da escala de proficiência, com base nas metas educacionais estabelecidas pelo Programa. Esses cortes darão origem a quatro padrões de desempenho: Abaixo do Básico, Básico, Proficiente e Avançado.

Visando bons resultados no exame, as escolas da Rede Estadual estão reforçando os conteúdos para essa avaliação. É o caso da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Dr. Jones dos Santos Neves, em Baixo Guandu, que realizou atividades de estudo, pesquisa e experimentação sobre sólidos geométricos poliédricos, envolvendo as disciplinas de Matemática e Arte.

A iniciativa partiu dos professores de Matemática, Ivan Junior Nunes e Regilaine Salomão, de Arte, Duznelda Schultz Ferreira. “Os alunos do 6º e 7º ano construíram sólidos geométricos poliédricos, bem como suas planificações, estudando suas faces, vértices e arestas”, contou a professora Regilaine Salomão.

Já os estudantes do 8º e 9º ano, sob a orientação do professor Ivan Junior Nunes, realizaram atividades relacionando a Matemática e Fotografia, que tiveram resultado na aprendizagem de técnicas básicas de fotografia. “Eles usaram a criatividade para registrar imagens de elementos da geometria plana e espacial presentes no cotidiano, bem como pontos de referência marcantes no município de Baixo Guandu”, explicou.

Também foram desenvolvidas atividades de construção de mosaicos, utilizando figuras geométricas planas com a professora de Arte Duznelda Schultz Ferreira.

A culminância da sequência didática, se deu quando os alunos do 6º ano, orientados pela professora Regilaine Salomão, ministraram uma aula revisional para os alunos do 9º ano, visando às avaliações externas do Paebes, sobre geometria plana e espacial.

“Além de contribuir para a preparação do Paebes, a atividade se deu pela necessidade de criar ferramentas que estimulem os alunos a buscarem conhecimento além das dependências da escola e aprender Matemática de uma forma divertida e desenvolver habilidades matemáticas, a partir de atividade prática e motivadora envolvendo a fotografia e as formas geométricas”, concluiu Ivan Junior Nunes.