Completando 20 anos em 2017, “O Amor Está no Ar" foi o primeiro longa de Amylton em película e também o primeiro idealizado, dirigido e produzido por capixabas no Estado

Um filme que, segundo as próprias palavras de seu diretor, é “para todo mundo assistir, para o público torcer, gostar, chorar e se emocionar”. Assim é a produção capixaba “O Amor Está no Ar”, dirigido por Amylton de Almeida (1946- 1995) e que tem exibição especial, na próxima quinta (24), dentro da mostra Ciclorama: Filme & Debates.  O evento acontece no espaço cultural Palácio da Cultura Sônia Cabral, na Cidade Alta, em Vitória, às 18h30, e a entrada é franca. Após o filme, haverá um bate-papo com o co-roteirista e segundo assistente de direção do filme, Marcelo Siqueira.

Completando 20 anos em 2017, “O Amor Está no Ar” foi o primeiro longa de Amylton em película e também o primeiro idealizado, dirigido e produzido por capixabas no Estado. Os programas de rádio de Vitória que conectavam ouvintes em namoro e os melodramas dirigidos por Douglas Sirk (1897-1987) na década de 50, o inspiraram a roteirizá-lo.

- CONTEÚDO PUBLICITÁRIO -

O filme conta a história de Lora Berg (Eliane Giardini), uma mulher solitária, culta, de 40 anos, que comanda uma espécie de “correio do amor” sonoro. Ela se apaixona por um rapaz mais jovem (Marcos Palmeira), desempregado e semi-analfabeto, que saiu do interior de Minas Gerais com a mãe Ana Ceci (Margareth Galvão) para morar num barraco na periferia de Vitória. Lora o leva para sua casa e passa a ajudar a família do rapaz. O romance – depois de algum tempo – revela todas as dificuldades provocadas pelas diferenças de idade, cultura e posição social dos protagonistas.

De acordo com Marcelo Siqueira, exibir o filme – além de reverenciar um marco dentro da produção audiovisual local – também é uma homenagem ao seu grande realizador.  “A exibição de “O Amor está no Ar” não é apenas uma forma que encontramos para homenagear os 20 anos de lançamento do filme, mas também uma excelente oportunidade para voltarmos a discutir um pouco da vida, da obra, das inquietações e provocações de Amylton, uma figura múltipla, talentosa e controversa”, destacou.

Serviço:

O Amor Está no Ar (ES. 1997. Direção: Amylton de Almeida, Duração: 70 minutos. Ficção).

Dia: quinta-feira (24)

Horário: 18h30

Convidado: Marcelo Siqueira: co-roteirista, Assistente de Produção e 2º Assistente de Direção do filme.

Local: Palácio da Cultura Sônia Cabral. Endereço: Praça João Clímaco, Cidade Alta, Vitória.

Entrada franca.

Os filmes são indicados para maiores de 14 anos.