Até 23 de novembro, a sociedade civil pode participar de uma consulta pública sobre uma proposta de ampliação do uso do medicamento dasatinibe, que é utilizado em adultos com resistência ao tratamento de um tipo de leucemia conhecida como LLA-Ph+ .

As sugestões serão avaliadas por dois órgãos do Governo Federal. Segundo o Ministério da Saúde, a LLA-Ph+ é um tipo de câncer caracterizado pelo surgimento, na medula óssea, de linfócitos, células responsáveis pela defesa do organismo que não se desenvolvem e ficam danificadas. O SUS oferece, atualmente, o remédio mesilato de imatinibe no tratamento à doença.

Para enviar as sugestões, acesse conitec.gov.br/consultas-publicas