Só no primeiro semestre de 2019, foram realizadas 3.034 cirurgias, 4.607 internações e 54.329 exames. No mesmo período, 9.920 pacientes foram atendidos em consultas no ambulatório

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória, alcançou 98% de satisfação dos usuários nos seis primeiros meses de 2019. Os dados foram levantados pela equipe do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), departamento interno que tem o intuito de aproximar os usuários da gestão do hospital.

Para medir o índice de satisfação dos usuários são realizadas entrevistas com pacientes e acompanhantes durante a internação, nas consultas de retorno, realizadas nos ambulatórios e nas recepções, enquanto os usuários aguardam atendimento.

- CONTEÚDO PUBLICITÁRIO -

A supervisora do SAU, Lania Barbosa, explicou que os usuários também podem registrar sua satisfação por meio de formulários disponibilizados nos setores de internação, Pronto-Socorro e Recepções. “Além de manifestarem sua satisfação sobre os atendimentos realizados no HEUE, os usuários muitas das vezes aproveitam o espaço e registram elogios para os colaboradores. Quando o profissional é apontado, ele recebe uma carta de agradecimento, assinada pelo seu gestor”, disse a supervisora.

Foi o que fez Geraldo Luiz Fernandes quando esteve no ambulatório do hospital no mês passado. “Quero parabenizar pelo atendimento. Desde a Recepção, o cartão postal do atendimento, até o setor de Diagnóstico. Gostaria que todas as comunidades atendidas por estes profissionais, manifestassem uma gratidão pelos serviços prestados. Meu carinho, respeito e admiração”, afirmou.

Atendimentos e estrutura

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência capixaba em atendimentos ligados ao trauma. Só no primeiro semestre de 2019, foram realizadas 3.034 cirurgias, 4.607 internações e 54.329 exames. No mesmo período, 9.920 pacientes foram atendidos em consultas no ambulatório.

O hospital conta com 568 médicos atuando nas especialidades de ortopedia, neurocirurgia, neurologia, cirurgia vascular/angiologia, cirurgia geral, anestesiologia, cirurgia torácica, cirurgia bucomaxilofacial, terapia intensiva, clínica médica, nefrologia, infectologia, nutrologia.

São 40 leitos de UTI, 14 de Unidade de Alta Dependência de Cuidados (UADC) e 121 leitos de enfermaria. O serviço também possui um ambulatório de especialidades cirúrgicas para pacientes que precisam de reavaliações, serviço de imagem com raio-X, tomografia, ultrassonografia, ecocardiografia, ecodoppler, endoscopia e colonoscopia, além de um Pronto-Socorro, aberto em dezembro de 2016.

Em 2017, o hospital obteve a certificação Acreditado, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Conhecida como ONA 1, o reconhecimento é destinado a um seleto grupo de unidades de saúde que atendem aos critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo nos aspectos estruturais e assistenciais. Além disso, é o primeiro hospital do Espírito Santo a receber o selo _“Materiality Disclosures”, concedido pela Global Reporting Initiative (GRI), uma entidade sem fins lucrativos sediada na Holanda que estimula e reconhece, em escala mundial, a inclusão de práticas sustentáveis em organizações públicas, privadas e do terceiro setor.

Para o diretor hospitalar do HEUE, Paulo Santos, o resultado da satisfação dos usuários reflete um trabalho em equipe. “O índice de satisfação alcançado no primeiro semestre é motivador. Trabalhar em saúde é um desafio diário, e buscamos aprimorar os serviços continuamente, com intuito de manter os bons resultados e focando sempre na saúde pública de qualidade e humanizada”, destacou o diretor hospitalar.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.