Lelo Coimbra, Rodrigo Maia, Paulo Hartung, Carlos Manato, Paulo Foletto, Evair de Melo e Zé Carlinhos, em Brasília

Como a coluna Na Mira já havia divulgado dias atrás, sobre as maiores chances do governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB) migrar para o PSDB ou DEM, nesta quarta-feira, 26, segundo informações do jornal Valor Econômico e A Gazeta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) fez o convite oficial para a filiação ao Democratas.  Hartung e Maia almoçaram juntos na residência oficial do Governo capixaba em junho deste ano.

Convite do PSD

Além do DEM, Hartung teria recebido também o convite do PSD, por meio do ministro das Comunicações, Gilberto Kassab.  A mídia divulgou nos últimos meses que outra estratégia de Hartung, seria filiar-se ao PSDB, contudo, a direção dos tucanos – leia-se: Luiz Paulo, Ricardo Ferraço –  não aceitou.

Temer versus Maia

Em trecho de matéria de A Gazeta, “o convite ao governador capixaba é visto como mais um fator a colocar Temer e Maia em linhas opostas em Brasília”.  E que segundo o diário capixaba, nas últimas semanas, o motivo da disputa foi o assédio para atrair deputados federais que estão de malas prontas para sair do PSB.

Aval da direção nacional

- CONTEÚDO PUBLICITÁRIO -

Segundo o Valor Econômico, o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e ex-prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda (DEM), conta que conversou com o presidente nacional da legenda, senador José Agripino Maia (DEM-RN), que lhe deu mais detalhes da negociação. “Ele me disse que o governador ficou feliz com o convite e acertaram de conversar mais à frente”.

Lelo e Evair também no DEM

Informações dão conta que na ida de Hartung para o DEM, ele levaria mais dois deputados federais: Lelo Coimbra – liderança forte e histórica do PMDB, atualmente o presidente do PMDB e antigo aliado do governador; Evair de Melo (PV), que estaria insatisfeito com a direção estadual da sua sigla partidária; além de outro deputado federal que não teve o nome revelado, mas tem tudo para ser Paulo Foletto (PSB) ou Carlos Manato (SD).

Erick: filiação certeira

Além do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (PMDB), que também está cotado para migrar para o DEM, certamente viriam outros estratégicos de Hartung para a eleição de 2018.  A exemplo do secretário Octaciano Neto, que teve o nome cogitado para filiar ao PDT, entre outros deputados estaduais hartunguistas, como Gildevan Fernandes, Luzia Toledo, ambos do PMDB.

‘Levada’

Sem falar que nessa ‘levada’, com certeza devem filiar-se ao DEM vários dos 78 prefeitos e vices, especialmente os do PMDB, além de ex-prefeitos, ex-vices, vereadores e ex-vereadores, ligados ao Palácio Anchieta.

E Foletto vai deixar o PSB?

Mesmo com a fidelidade de Paulo Foletto ao ex-governador Renato Casagrande (PSB), que poderá disputar a eleição contra Hartung, ele pode estar na lista dos deputados socialistas insatisfeitos e que estariam prontos para migrar para o DEM.  Foletto aparece na foto após a reunião em Brasília.

E Manato?

O outro nome sem a devida confirmação, pode ser o deputado federal e presidente do Solidariedade, Carlos Manato.  Ele sempre teve relação estreita com Hartung.

Ferração e Norma de saída

Com a entrada de Hartung e aliados no DEM, já foi propagado aos quatros ventos pelo deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM), que ele e sua esposa, a deputada federal Norma Ayub (DEM) deixarão o partido.  Certamente, filiando-se ao PSDB, onde está o filho, o senador Ricardo Ferraço (PSDB).  “O governador entra por uma porta e nós saímos pela a outra”, frisou Ferração na imprensa.

Juntos novamente…

Mas, se lá na frente for consolidada a estratégia que se tem ouvido nos bastidores, estariam juntos no mesmo palanque, os ‘Ferraço’ com Hartung: Hartung – governador, Ricardo – senador, Norma – reeleição de federal e Ferração – reeleição para a Assembleia.  Ferração e Norma têm feito duras críticas ao governador Paulo Hartung, na tribuna das casas de leis e na imprensa.