Um gigante asteroide descoberto por radares no mês passado voou perto da Terra durante as primeiras horas dessa segunda-feira (14)

Um gigante asteroide, apelidado pela Nasa de Asteroide 2019 AG3, provocou o efeito “Earth Close Approach”, ou seja, uma abordagem perto da Terra nessa segunda-feira (14). Segundo os cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa, o voo do asteroide foi realizado às 2h18 GMT (00h18 em Brasília).

Entretanto, mesmo sendo considerado um “asteroide potencialmente perigoso”, os estudiosos descartaram a possibilidade dele colidir com o “planeta azul”.

publicidade

Por meio de um artigo publicado no jornal Express, os cientistas afirmaram que é necessário acompanhar os movimentos do corpo celeste, que tem em torno de 64 a 140 metros de diâmetro, sendo quase o dobro da envergadura de um avião Boeing 747.

Os cientistas contaram que objetos que se aproximam da Terra com mais 140 metros de diâmetro possuem um grande potencial de causar danos ao entrar em regiões ou continentes, pois possuem uma energia mínima de mais de 60 megatons de TNT, ou seja, muito mais poderoso do que uma arma nuclear.

De acordo com a Nasa, o AG3 atingiu a velocidade de 14,62 km/s, mas desviou da Terra em mais de 4,9 milhões de km, o que é equivalente a 12,86 distâncias lunares ou 12,86 vezes a distância da Terra à Lua.

*Da redação com informações do Sputnik – Fonte: ES Brasil