conteúdo publicitário

O Museu Pomerano Franz Ramlow foi criado pela Lei Municipal Nº 817 de 21 de maio de 2012

A Prefeitura Municipal de Vila Pavão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, está realizando uma campanha para salvar o Museu Pomerano Franz Ramlow. A casa, pertencente a família Ramlow, foi adquirida em 2005 pelo então Cônsul Honorário da Alemanha no Espírito Santo, Senhor Helmut Meyerfreund e sua esposa, senhora Helena Meyerfreund e doada ao município com a finalidade única e exclusiva para a implantação do Museu Histórico e Cultural da Imigração Alemã, podendo ceder espaços  para a sede do Grupo Folclórico Pomerano e para implantação do Centro de Pesquisas desse grupo étnico no Brasil, entre outras atividades culturais promovidas pelo mesmo, conforme texto do termo de doação datado de 26 de janeiro de 2005.

conteúdo publicitário

O Museu Pomerano Franz Ramlow foi criado pela Lei Municipal Nº 817 de 21 de maio de 2012. Durante o tempo em que esteve ativo o museu foi palco de diversos eventos culturais e recebia um fluxo constante de turistas e estudantes de Vila Pavão e de outros municípios, inclusive de outros estados e países que vinham conhecer a arquitetura típica, ver o acervo e ouvir as histórias por trás de cada objeto. No museu foram realizadas eventos de grande importância para a comunidade pomerana não só de Vila Pavão, como também de todo o Brasil, foi cenário da gravação de documentários como Três Etnias – Um Sonho, da gravação do videoclipe da banda Up Pommerish, do documentário Colcha de Retalhos e local de lançamento do Ponto de Cultura Pomitafro entre muitos outros eventos importantes na construção da identidade cultural de Vila Pavão.

Desde sua doação ao município, a casa já apresentava problemas estruturais, especialmente por falta de drenagem no terreno. Com o tempo, os problemas considerados simples foram se agravando, levando ao fechamento ao público e ao quase abandono. Com o fechamento a ação de cupins e brocas na estrutura de madeira acelerou o processo de deterioração da estrutura da casa que também foi invadida por morcegos e outros animais. Em laudo da Defesa Civil de Vila Pavão emitido em 28 de janeiro de 2020, foi recomendado a não utilização do imóvel em decorrência do risco oferecido aos que viessem a frequentá-lo.

Apesar da riqueza de suas manifestações culturais, o município de Vila Pavão possui pouquíssimos espaços culturais e de preservação de memórias, felizmente a atual gestão do município colocou a cultura novamente como prioridade. Primeiramente, o Prefeito Uelikson Boone reestruturou a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, que, por sua vez, tem entre as prioridades de seu planejamento estratégico, devolver o Museu Pomerano Franz Ramlow ao pleno uso pela comunidade, seja por meio de reforma ou restauração do imóvel. Assim, desde janeiro o governo municipal por meio da Secretária Municipal de Cultura, Libian Timm Paganoto Rossim, tem buscado meios e parceiros para salvar o museu. Nesse sentido vários contatos já foram feitos com a SECULT – Secretaria de Estado da Cultura, órgão esse que sempre acompanhou o museu, com o IFES campus de Nova Venécia e com o Deputado Federal Helder Salomão – PT, que já garantiu uma emenda parlamentar para a realização das obras.

Como há o risco de desabamento da casa, tornou-se necessário a remoção de todos os itens que estão dentro dela. Assim,  como forma de salvaguardar o acervo e, conforme orientação da museóloga da SECULT, foi feita a remoção do acervo para locais seguros como forma de respeito pelas famílias que doaram objetos e histórias ao museu.

Texto e fotos: Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.