Manato continuará exercendo influência as decisões políticas que envolvem o Espírito Santo. Foto: divulgação

 

Nem bem terminaram as eleições de 2018, alguns partidos já discutem as futuras eleições municipais de 2020 no Espírito Santo.  Uma das siglas que antecipam a discussão do assunto é o Partido Social Liberal (PSL), representado em nível máximo no Brasil pelo presidente Jair Bolsonaro e no Estado pelo deputado federal Carlos Manato.

Maior bancada na Ales

publicidade

O partido elegeu para a Câmara a deputada federal Drª Soraya Manato e terá a partir de 1º de fevereiro a maior bancada na Assembleia, com quatro deputados: Capitão Assumção, Danilo Bahiense, Coronel Alexandre Quintino e Torino Marques.

Manato no Governo Federal

Manato por sua vez finalizará seu mandato no próximo dia 31-01, contudo,continuará exercendo influência, talvez ainda maior, nas decisões políticas que envolvem o Espírito Santo, pelo fato  de que atuará a partir de fevereiro como secretário especial para Câmara Federal, cargo vinculado à Casa Civil, do governo Bolsonaro.  Ele será responsável pela articulação política com o Congresso Nacional.

Prefeitáveis do PSL

O PSL tem sido destaque na mídia estadual, especialmente nos jornais A Gazeta e A Tribuna, bem como em sites de notícias, a exemplo do Século Diário, entre outros.

Várias matérias tem dado conta de que o PSL já definiu nomes de pré-candidatos a prefeitos para alguns dos principais municípios capixaba.

Em Vitória são cotados os nomes do próprio presidente estadual da sigla, Carlos Manato, podendo ser também a esposa de Manato, a deputada federal Drª Soraya Manato ou recém eleito deputado estadual e jornalista Torino Marques.

Em Vila Velha o nome definido é do também recém eleito deputado estadual, Danilo Bahiense. No município de Cariacica, o partido deverá ir para eleição com o Subtenente Assis, que disputou em 2018 o cargo de senador.   Em Cachoeiro de Itapemirim, a definição é pelo nome do ex-vice-prefeito Jathir Moreira.

No município de Colatina, o PSL tem o projeto de emplacar o nome do empresário e ex-presidente da Findes Marcos Guerra, que disputou a eleição de 2018 para deputado federal e ficou como o terceiro suplente da coligação.

Segundo o jornalista de A Gazeta Vitor Vogas informou na rádio CBN, “todos confirmaram o interesse em participar da eleição de 2020”.

Marcos Guerra já dirigiu importantes entidades como a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e o Sebrae, sendo uma das apostas do PSL em Colatina. Foto: divulgação

Novas adesões ao PSL

No próximo mês de março o PSL tem a tarefa de definir todas as comissões provisórias nos 78 municípios capixaba, mantendo certamente, algumas das composições atuais, bem como, ampliando o leque de lideranças do partido na formação de novas comissões.

Tendência natural

A tendência é que nos outros municípios do Estado o PSL também tenha uma candidatura própria a prefeito ou participe da chapa majoritária com a indicação do vice-prefeito, além de chapa completa de candidatos a vereador.

Por Antônio Carlos da Silva