O município implantou o projeto da “Coleta Seletiva Porta a Porta”, com caminhão sonorizado e equipe especializada que trabalha de segunda a sexta na coleta do material separado pela população

Mais de 10 toneladas de lixo por dia produzido em Boa Esperança é destinado por uma empresa especializada contratada para um aterro sanitário licenciado, gera uma despesa para município. Sendo que 70% desse total pode ser reciclado e gerar economia para o município e renda para famílias que sobrevivem da venda desse material.

A Prefeitura Municipal de Boa Esperança, por meio das Secretarias de Meio Ambiente; Desenvolvimento Urbano e Transportes e Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, tem trabalhado incansavelmente na coleta seletiva e sensibilizando a população sobre a importância de separar corretamente os resíduos.

- CONTEÚDO PUBLICITÁRIO -

O município implantou o projeto da “Coleta Seletiva Porta a Porta”, com caminhão sonorizado e equipe especializada que trabalha de segunda a sexta na coleta do material separado pela população, tanto na sede como em distritos e comunidades rurais, projeto que inclusive, serve de exemplo para outros municípios. Além de incentivar a reestruturação da “Associação de Profissionais em Reciclagem de Boa Esperança (Aprebe)”, oferecendo melhores condições de trabalho, com a construção de galpão de seleção de material e área administrativa, contendo banheiros, cozinha, refeitório e escritório, tudo construído com recursos próprios.

Participação da população

A população vem aderindo gradativamente a “Coleta Seletiva”, porém, algumas pessoas têm descartado, de forma  incorreta, matérias e rejeitos perecíveis, até animais mortos dentro das Lixeiras de Coleta Seletiva, que além de produzirem mau cheiro, contaminam todo material, obrigando ao município a descarta-lo e fazer a higienização das Lixeiras, gerando prejuízo para as famílias que vivem da renda de materiais reciclados.

Pra mudar essa realidade, a Secretaria de Meio Ambiente pede a colaboração de todos, separando corretamente o seu material e sensibilizando os amigos e familiares sobre esse trabalho.