O e-SUS VS é o atual sistema de notificação compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde voltados aos serviços de saúde pública e privada do Espírito Santo.

Implementado no Espírito Santo no início de janeiro deste ano, o novo Sistema de Informação em Saúde (e-SUS VS), da Secretaria da Saúde, já totalizou mais de 10 mil notificações de doenças e agravos de notificação compulsória. Até o início da tarde desta sexta-feira (07), o sistema apresentava cerca de 10.230 notificações em todo o Estado.

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Segundo o superintendente de Saúde, Luiz Carlos Reblin, a redução de tempo de resposta é um das pontos positivos que o e-SUS VS traz. “São mais de dez mil notificações e isso mostra que o sistema está implantado nos municípios capixabas, atingindo o objetivo que buscamos, a de realizar a notificação no lugar onde está tendo o atendimento ao paciente e, além disso, conseguir acabar com o papel, a forma antiga de notificar”, explicou Reblin.

Para a gerente da Vigilância em Saúde da Sesa, Kelly Areal, os dados são também uma resposta da adesão ao serviço de saúde pelos municípios. “Eles compreenderam que é um sistema mais qualificado que o anterior e a melhoria que traz”, disse.

Ainda de acordo com Kelly Areal, as capacitações que vinham ocorrendo ao longo do segundo semestre de 2019 nos municípios, para o aperfeiçoamento do uso da nova plataforma, seguem em curso, mas com dinâmica própria. “Cada regional de saúde se organiza dependendo da necessidade de cada município. As capacitações para a área técnica são feitas a partir das atualizações do sistema”, informou.

Nesta sexta-feira (7), segundo a gerente da Vigilância em Saúde, a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) foi palco para a capacitação sobre Tuberculose, com a participação das referências técnicas municipais nessa doença.

Referência para todo o país

O e-SUS VS é o atual sistema de notificação compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde voltados aos serviços de saúde pública e privada do Espírito Santo e caracteriza-se pela inovação no que tange à velocidade em que a informação é encaminhada aos gestores e aos profissionais de saúde da área da Vigilância e da Atenção Primária.

Nessa quinta-feira (06), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, esteve em reunião com técnicos do Ministério da Saúde, em Brasília, onde a iniciativa capixaba foi parabenizada. Também foi reafirmado que o e-SUS VS pode ser utilizado em todo o País, suprimindo o atual Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Clique aqui e curta nossa página no Facebook.

De acordo com o gerente de Tecnologia da Informação da Secretaria da Saúde, Marcio Merçon, esta análise já está sendo feita pelo Ministério da Saúde. “Existe a possibilidade de internalizar o e-SUS VS e indicá-lo para os estados como a solução para a notificação de agravos à saúde. Além disso, por conta da nossa iniciativa, o Ministério da Saúde iniciou o desenvolvimento dos conectores (os webservices), que permitirão receber esses dados de forma online, à medida que as notificações forem acontecendo”, informou Merçon.

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO