A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo terminou no último sábado (30). No entanto, a vacina continua disponível em todas as unidades de saúde do Estado para pessoas de seis meses a 49 anos de idade, não vacinadas ou com o cartão de vacinação incompleto. Bebês de seis meses a menores de 1 ano devem receber a dose zero. A partir dos 12 meses, a criança recebe a primeira dose da vacina tríplice viral e aos 15 meses, a segunda dose. De acordo com o calendário de imunização, quem tem entre 1 e 29 anos deve ter duas doses da vacina com o componente sarampo. Já quem tem entre 30 e 49 anos, deve ter uma dose da vacina.

Dados do sarampo

A Secretaria da Saúde (Sesa) registrou, até esta quinta-feira (05), um total de 289 notificações de casos suspeitos de sarampo no Espírito Santo. Desses, 282 casos foram descartados, dois foram confirmados e cinco seguem em investigação.

publicidade

A doença

O sarampo é uma doença viral de elevada contagiosidade e sua transmissão ocorre por meio de secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar e falar. Casos graves podem levar ao óbito.

Os principais sintomas são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza, congestão nasal e mal-estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.